Metaverso e RH: como serão os processos seletivos do futuro

metaverso e rh

O metaverso é um conceito que está sendo cada vez mais falado e é uma grande aposta para o futuro de diversos setores e, por mais distante que pareça, metaverso e RH tendem a se conversar em muitas ações.

A tecnologia molda a forma de trabalho e de atuação dos diversos setores e, com sua aceleração constante, muitos são os impactos no campo de recursos humanos que precisa unir tendências, conhecimento de mercado e atualizações sem esquecer das pessoas e de ser, de fato, humano.

Você já se perguntou como o futuro pode estar cada vez mais próximo e como metaverso e RH podem ser uma realidade dentro de suas estratégias? Vamos falar mais sobre o tema. Confira!

Afinal, o que é metaverso?

O metaverso é uma espécie de realidade paralela tecnológica, ou seja, são ambientes e espaços virtuais em que é possível entrar, interagir e ter experiências completas e reais em um espaço simulado. Aqui, mais do que utilizar a internet, será possível de fato estar dentro dela e vivenciar experiências.

Esse é um espaço virtual, imersivo, coletivo e hiper-realista em que as pessoas poderão conviver nos mais diversos ambientes utilizando avatares customizados em 3D e, para ter acesso a eles, é preciso o uso de óculos especiais e outros equipamentos.

O metaverso ganhou grande popularidade em 2021, quando o Facebook se tornou Meta e definiu essa como sua grande tendência e investimento dos próximos anos, o que fez o mundo voltar a olhar para essa possibilidade.

O conceito porém é mais antigo e já tinha sido apresentado desde a década de 90. A diferença daquele momento para hoje é que as tecnologias atuais são muito mais avançadas e mais prontas para suportar a ideia da realidade virtual.

Hoje, essa tecnologia é considerada uma espécie de evolução da internet e é uma aposta de muitos mercados.

Impacto da tecnologia no mercado de trabalho: Metaverso e RH

Como dissemos, a tecnologia caminha junto com os processos dos negócios e muitos foram os avanços visíveis nos últimos anos no setor de RH. Desde processo seletivo, onboarding, capacitações, treinamentos e acompanhamento do colaborador, investir em tecnologias é crucial para resultados, dados e maior assertividade dentro do ambiente.

Foi-se o tempo em que o RH era apenas um setor para assinar papéis e contratar pessoas a partir de longos e cansativos processos seletivos. Quando pensamos em uso de inteligência artificial e softwares para recrutamento em seleção temos um grande avanço que mostra como a tecnologia caminha com esse setor.

Outro exemplo visível é que, com a pandemia diversas foram as mudanças nos times de recursos humanos e, se antes o home office e as reuniões remotas eram consideradas distantes e até mesmo impossíveis em muitas empresas, hoje elas são realidades estabelecidas nas rotinas.

Se no início de 2020 as empresas precisaram deixar as pessoas em casa às pressas para evitar contato e estavam aprendendo a lidar com essa nova rotina, hoje essa já é uma possibilidade estabelecida, estruturada e muitas são as regras de comunicação, produtividade e segurança que envolvem o trabalho em qualquer local em que o colaborador esteja.

Assim como essa rotina foi estabelecida e ajudou muito dos processos, a tendência é que o metaverso e RH também caminhem juntos unindo o melhor do mundo virtual sem deixar de pensar em como os colaboradores precisam de ações para que deem o melhor de si no mundo real e em suas entregas.

Os processos seletivos do futuro

Ainda que o RH seja hoje muito mais do que um condutor de processos seletivos e já tenha alcançado um lugar de acompanhamento de pessoas e de experiências em toda a jornada do cliente, não há dúvidas de que os processos seletivos são tarefas cruciais para essas equipes, não é mesmo?

Fazer processos seletivos conta cada vez mais com tecnologia, inteligência artificial, uso de softwares e ferramentas para mapear perfis e buscar o famoso match cultural e com novas possibilidades, maior ainda será a interação entre empresa e candidato.

Com o home office muitos processos seletivos já mudaram e passaram a ser feitos online. Ter duas ou mais pessoas com câmeras ligadas para se conhecerem melhor e passar por algumas etapas e desafios propostos na vaga é rotineiro nos dias de hoje, certo?

Agora imagine que essas pessoas possam mais do que se ver por uma câmera, mas sim estarem imersas em um ambiente que já simula a empresa, desafios e grupos? Mais do que participar de processos, as pessoas ganharão experiências e poderão entender ainda melhor sobre o ambiente em que poderão fazer parte, assim, como as empresas ganham em maiores pontos de avaliação e de conhecimento de seus futuros talentos.

Para o metaverso e RH é muito mais do que tecnologia no uso de processos, mas a grande chave aqui é o ganho com aspecto comportamental que mescla real e virtual e a tendência é que cada vez mais apurada e assertivas sejam as informações para a gestão de pessoas.

Mais do que isso, o metaverso e RH podem ter ponto crucial no aumento da diversidade e na inclusão de candidatos com deficiência ou mobilidade reduzida, afinal, com o ambiente digitalizado esses colaboradores contam com as mais diferentes tecnologias para colaborar em suas necessidades, inserindo-os ainda mais nos grupos – dificuldade ainda encontrada em muitas empresas e processos.

E claro, mais do que processos seletivos, o metaverso se coloca como facilitador em todos os momentos da jornada: no onboarding, para receber ainda mais os colaboradores e os colocarem dentro da empresa – especialmente aqueles distantes geograficamente dos ambientes presenciais –, em treinamentos e desenvolvimento para engajar o profissional e tirar a visão da educação como algo monótono e chato, no acompanhamento do time de RH no crescimento do colaborador e em muitas outras estratégias para inovar, selecionar e acompanhar talentos.

Desafios do metaverso e RH

Mesmo sendo o grande nome da tecnologia, é importante ter em mente que para que ela de fato se estabeleça ainda são precisos muitos investimentos e recursos no Brasil e no mundo para que ela ganhe força no dia a dia e não seja apenas um conceito restrito a alguns eventos e gigantes do mercado.

Mesmo que o metaverso não esteja tão distante como já esteve um dia, ele ainda não é a realidade de amanhã em grande parte dos negócios, afinal, a adaptação e alto custo no investimento em equipamento são os grandes desafios que cerca a tecnologia.

Portanto, esse é o momento de entender do que ela se trata e visualizar seus benefícios para que os investimentos e olhar para ela chegue rapidamente e caminhe junto com a tecnologia e o andamento do mercado.

O quanto seu negócio está preparado para metaverso e RH? Aproveite nossos insights, pense sobre o assunto e saiba ainda mais sobre 5 tendências pós-pandemia para seu setor ter no planejamento!

Compartilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode se interessar por:

 

© Copyright 2017 -2022 – Adaptworks – Todos os direitos reservados